quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Raiva

Pensei em colocar aqui a definição de raiva mas calculo que vocês saibam de que se trata a raiva.
Qualquer um de nós, já sentiu nem que fosse um pontinha minúscula deste sentimento.
Muitos conseguem controlar a sua raiva, já outras pessoas não, e o que antes era denominado raiva passa a ser chamado de agressão física e/ou verbal.
Eu algumas vezes sinto raiva. É um sentimento difícil de controlar, perco a noção das coisas que falo e apetece-me bater em algo ou destruir algo. Geralmente digo coisas que não tinha intenção de proferir e depois da raiva vem o sentimento de culpa e o arrependimento, e bem sabemos que o arrependimento quase que mata.
Ao longo do tempo e isto é algo que ainda ando a estudar e a cuidar, tenho desenvolvido alguns métodos para libertar um pouco esses momentos de raiva.
Deixo alguns passos que costumo fazer, não quer dizer que funcione para todas as pessoas mas talvez ajude um pouco.
  • Lembrar do PEO - PEO- Parar. Escutar. Olhar. São três coisas que precisas de fazer. Num momento de raiva é quase instintivo reagirmos. Precisamos de parar um pouco, . Ver o que nos está a causar este sentimento e olharmos em nosso redor
  • Pensar - Não é fácil pensar num momento crítico daqueles. Mas precisamos parar para pensar um pouco. Como se costuma dizer " Não faças ou digas nada de cabeça quente ". Questiona se é mesmo relevante estares a sentir este sentimento por x coisa. Tenta dar-lhe o mínimo de preocupação possível. Diminui-o na tua cabeça, torna-o quase invisível como se fosse um átomo.
  • A lista -  Eu utilizo muito esta lista. É uma lista mental que me obrigo a fazer nesses momentos, e também em momentos de tristeza. Esta lista consiste em enumerares pelos menos 3 coisas boas, quer sejam memórias, quer seja algo que esteja para acontecer ou algo que te faça feliz.
  • Exercício físico - Se não és pessoa de praticar exercício físico, não tem problema. Quando tiveres oportunidade, vai correr ou fazer uma caminhada. Precisas de te mexeres, parado só faz com que fiques mais irritado.
  • Fazer algo que gostes- Se gostas de pintar ,pinta. Se gostas de ler, lê. Se gostas de ouvir música, ouve. Se gostas de ver séries ou filmes vê. Se for necessário arruma o quarto ou ajuda a tua mãe ou pai em alguma coisa. Mantem-te ocupado.
  • Chama a raiva pelo seu nome - Muitas vezes quando estamos com raiva temos a intenção de dizer não estamos com raiva e que estamos bastante calmos, quando na realidade não é nada disso que transmitimos. É necessário que saibas que estás a sentir raiva, e não tens de te sentir envergonhado com isso.
Sei que são pontos muito banais e que se calhar muitos chegaram a essas conclusões, mas são de grande ajuda para mim e espero que de alguma forma , vos tenha ajudado.

Se tiverem outros métodos digam-me! Estarei com as portas e as janelas abertas a sugestões.


5 comentários:

  1. Quando estou à beira de um ataque de raiva, simplesmente isolo-me das pessoas para poder respirar fundo e repensar as coisas de uma forma mais racional.

    ResponderEliminar
  2. Óptimas dicas, sem dúvida!

    Cátia, Blog Meraki

    ResponderEliminar